segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

FORA OS TRAIDORES! VIVA PORTUGAL!

.

1º de Dezembro
DIA DA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA - 1640

Feriado. 1º de Dezembro. Dia da Restauração da Independência, em 1640. Corremos com os espanhóis, que durante 60 anos subjugaram Portugal e os portugueses sob as suas patas. Passados 368 anos ainda há os que sonham com a Ibéria, espanhóis e portugueses.

Será que vai acontecer? Espanhóis, sei que ainda existem, bastantes. Portugueses é que cada vez há menos, o que se vê são assimilados de outras culturas. Não se é português só por constar essa nacionalidade no Bilhete de Identidade. Durão Barroso, por exemplo, borrifou-se para Portugal quando era primeiro-ministro, abandonou o cargo para que fora eleito e lá abalou para a UE, na cobrança do seu favor no alinhamento com Bush e Blair e a sanguinária Cimeira dos Açores. Português, esse? No BI talvez, onde talvez também conste que é cidadão dos oceanos: Cherne.

Mas não é o único a borrifar-se para o país, Portugal. Os próprios governantes eleitos e os não eleitos dos governos sombra, os próprios representantes da Assembleia da República e da Presidência andam a abarrotar de globalização – americanização – mais parecendo agentes de um Bush qualquer, ou de um Obama – a porcaria vai ser quase a mesma. Esses já são cidadãos da “globalização”, que é o mesmo que dizer: adeptos da exploração desenfreada em todo o planeta sob a batuta dos grandes grémios das finanças, dos bandidos do armamento, do petróleo, das drogas… dos produtos financeiros “tóxicos”, dos fanáticos religiosos. Portugueses, parece que cada vez há menos. Pela parte que me toca já não irei assistir a este triste espectáculo por muito mais tempo, o tempo de ingresso está a expirar, o que começo a encarar como um grande alívio. Partindo para outra talvez seja um modo de levar um pouco de Portugal e de refundá-lo, provavelmente no céu se encontrar transporte para lá.

Fora os traidores! Viva Portugal! Vivam os portugueses!
.

3 comentários:

Anónimo disse...

Na verdade, portugueses ha cada vez menos. A tristeze invade o coracao, quando percebemos a estirpe politica que se governa.
Comecamos a sentir a necessidade de reaparecerem politicos portugueses de honra, da estirpe dos que deram novos mundos ao mundo. Portugueses que honravam o nome de Portugal.
A estirpe politica actual causa-nos uma tristeza infinita... afundam o povo numa angustia profunda...

jordan shoes disse...

i agree your idea ! very nice blog

金游世界视频棋牌游戏中心 disse...

I feel like I have seen in other places similar to the article, but it is not written in detail so that your works!