terça-feira, 2 de dezembro de 2008

PAÍS DA TRETA MERECE DIRIGENTES POLÍTICOS DA TRAMPA?

.

CHEGA! IRRA, QUE É DEMAIS!

Os portugueses escamados seguem sempre com interesse as declarações de Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados portugueses. Hoje, mais uma vez, o homem que chama os bois pelo nome, Marinho Pinto, bem entendido, descasca na classe dirigente que se governa no país cravando-nos insistentemente mas deixando calotes por tudo que é Portugal e portugueses. Antes de deixar aqui escarrapachadas as declarações de Marinho Pinto, divulgadas pela TSF, faço questão de fazer referência a uma reportagem desta rádio, na hora e tão credível, sobre Casa Branca, que não tem água canalizada nem esgotos.

Em reportagem, que não consegui encontrar online, a TSF deu-nos a ouvir há minutos o presidente da Junta de Freguesia de Casa Branca, no Alentejo, a referir-se à sua longa luta para conseguir que alguém lhe dê ouvidos e instale água canalizada e esgotos na freguesia.

Sintomático do desleixo, da ineficiência, do desprezo, do desconhecimento do país real, do doentio reparo dos seus próprios umbigos destes dirigentes do país, quase todos eles. A começar por um PR que durante uma década foi primeiro-ministro e se esteve borrifando para os saneamentos básicos mas privilegiou a política do alcatrão de um parceiro-ministro dele que agora, por paga (?) é detentor de um grande tacho na Lusoponte ou coisa que o valha… Negócios.

Estamos em 2008, dizem estes descarados políticos mentirosos que fazem maravilhas e tudo, e tudo, e tudo… para serem eleitos, mas depois é isto. Estamos num país da treta com dirigentes políticos da trampa. E Sócrates, o Magalhães Simplex, não terá um pingo de vergonha, ouvidos e olhos na cara para reparar para estas misérias que herdou de seus iguais? E o decorativo de Belém, que só sabe dizer que "vêm lá tempos mais difíceis"… para nós, os andarilhos. Ainda mais, porra!

Casa Branca sem saneamento básico? Mas quantas “casas brancas” Portugal não terá? E o que fazem estes sujeitos vãos de escrúpulos? Pois muito provavelmente optam por comprar novas frotas de automóveis topo de gama para os ministros, para os amigos, afilhados, famílias e mais quem lhes lamber o traseiro. Chega! Irra, que é demais!


DIRIGENTES DO PAÍS DEVIAM TER “VERGONHA” - diz bastonário dos advogados

TSF - Hoje às 08:04

O bastonário da Ordem dos Advogados acusa o Governo de estar a agir sem respeito pela classe e diz que devia «haver vergonha por parte das pessoas que dirigem o país» por causa dos atrasos nos pagamentos para os advogados que prestam protecção jurídica em nome do Estado para aqueles que não têm dinheiro para recorrer aos privados.

Marinho Pinto, que já admite recorrer para a justiça europeia, não aceita que os advogados não recebam a tempo a horas.

«Tenho informações que desde Maio não está a ser pago aos advogados que prestam patrocínio oficioso e defesas oficiosas as dívidas do apoio judiciário. Isto é inaceitável quando outros operadores judiciários, os juízes, os procuradores, os funcionários, recebem sempre atempadamente os seus vencimentos e todas as despesas que fazem», salienta o bastonário da Ordem dos Advogados.

Marinho Pinto vai mesmo ao ponto de acusar o governo de estar a ter o comportamento próprio de um caloteiro e denuncia, por contraponto, outras despesas que o Estado paga a tempo e horas.

«Quando assistimos ao regabofe financeiro, a verdadeiros roubos de milhões e milhões à custa do património público, quando vemos honorários escandalosos pagos pelo Governo e pelas empresas públicas a certos escritórios de advogados, o Governo não tem a hombridade de pagar uns míseros tostões a quem presta o apoio judiciário aos cidadãos que não têm recursos económicos para constituir advogado. Tem de haver vergonha da parte das pessoas que dirigem este país», acrescenta.

A TSF contactou o Ministério da Justiça que não quis comentar o aumento de beneficiários do apoio judiciário nem as críticas aos atrasos no pagamento aos advogados.

O Governo diz apenas que no início do mês passado deu duas ordens de pagamento no valor de quatro milhões de euros. Ao todo, adianta o ministério, foram pagos durante este ano perto de 30 milhões de euros pelo apoio judiciário.

Para os advogados foram 14 milhões pelas defesas oficiosas, o que equivale a um terço do valor pago no ano passado. Para este mês e até ao final do ano estão prometidos mais pagamentos.

Bastonário da Ordem dos Advogados diz que este atraso nos pagamentos é inaceitável

Marinho Pinto acusa o Governo de não ter a «hombridade de pagar uns míseros tostões»

Nota: Frequentemente refiro-me à classe política com grande desprezo e indignação, aparentemente na generalidade, mas facto é que admito que há-de existir gente honesta também naquela classe – certamente uma minoria, mas deve haver quem reme contra o “trampa status”. Eles próprios, conhecendo-se, não devem sentir-se injustiçados pelas referências verdadeiras mas indignadas que aqui neste blogue fiz, faço e irei fazendo, com o coração na boca. Que se salvem os justos!
.

4 comentários:

Anónimo disse...

Agora que o Barak ganhou metam-lhe uma cunha, virem isso para "Casa Preta" que vao ver que ate corre VODKA.

Um abracinho

Alexandre

António Veríssimo disse...

Ah ah ah ah|

Boa!

Abraço e muito obrigado pelo bom humor

jordan shoes disse...

Very good!

港式五张牌 disse...

Occasionally, you see the written content, very good, I like!
Personalized signatures:金游棋牌,唐人游,游戏茶苑,本地棋牌游戏中心,南通棋牌游戏中心,常州棋牌游戏中心