sexta-feira, 19 de março de 2010

VAMOS LIMPAR PORTUGAL… ATÉ QUE ENFIM!

.

Por ANTÓNIO VERÍSSIMO

MÃOS À OBRA!

Tenho andado ausente deste Página Lusófona. Desculpem. Isto de ter um blogue e não o alimentar é coisa que não se deve fazer. Para ser honesto devo justificar a ausência com a falta de “apetite” pela tanta porcaria que vai por Portugal e que me faz sentir repugnância pelas abordagens que possa vir a fazer. A trampa é tanta que até procuro evitar trazer para aqui a esterqueira nacional. É que depois já sei que dou por mim a ser contundente em demasia e os que me possam ler talvez não estejam na disposição de ver como eu vejo o que se passa neste país. Uma merda de país, digo, um lindo e bom país que está a ser dominado e privado desse nome por via de uns merdas que se fizeram eleger, sempre com falsas promessas, ludibriando os eleitores que se recusam a usar a memória, a sabedoria, a repugnância, o bom senso, o instinto de sobrevivência, a decência, a consciência… Ora vêem, a prosa já está a caminhar para o “azedo”. Há uma canção que diz: “E assim se faz Portugal, uns vão bem e outros mal.” É do Fausto, do álbum “Madrugada dos Trapeiros”. Atentemos que os que vão mal são a maioria, atentemos que são esses que têm entregue os poderes aos tais merdas. Inteligentes, não?

Mas eis que me apercebo que afinal a solução de limpar este passivo de merdas e de merda está prestes a ser posta em prática: amanhã vamos limpar Portugal!

Imagino o que vai ser este país todo limpinho. O esterco todo a ser encaminhado para as estações de tratamento de sólidos e líquidos, para as eco-lixeiras… Toda a trampa a ser processada durante semanas, meses, anos (é que é muita merda) mas a permitir que afinal este país volte a ser um país limpo, mais do que quando o procurámos limpar em 25 de Abril de 1974. Obrigado, portugueses, finalmente decidiram-se a abrir os olhos e as narinas. E a usar o cérebro... Finalmente os maus odores da trampa, em Belém, de São Bento, dos partidos políticos, dos gestores que ganham milhões sem que para isso produzam o devido, do judicial, das polícias, das enormes empresas, dos enormes bancos que arrecadam os cifrões das negociatas, dos chulos em conluios mafiosos e corporativista que se acoitam nos vários poderes desta democracia da treta… Não teria fim esta lista de esterco. Findo amanhã, tudo limpo. Incinerado, será? Cuidado com o ambiente. Muito daquele esterco é bastante nocivo.

Vamos então limpar Portugal, amanhã. Estou tão excitado que acho que esta noite nem vou dormir. Mãos à obra. Por um futuro justo e honesto.
.

1 comentário:

Laurinha disse...

E aí, amigo, limparam Portugal de todo o esterco? Poderias enviar uma equipe, para tentar fazer o mesmo aqui por terras tupiniquis?
A coisa está feia por estas bandas!
Parabéns pelas postagens, lidas, sempre que posso, ainda que não deixe meu comentário.

Meu carinho,